JESUS, O NOSSO CRISTO, TE AMA!!!

RÁDIO EVANGÉLICA!!
AMIGOS, COMPARTILHEM ESSE BLOG!
Facebook Twitter Google+ Pinterest Reddit LinkedIn Addthis Delicious Digg Evernote Myspace NetLog Netvibes Tumblr WhatsApp

BY BG

220
Fãs
528
Fãs

Artigos

Opiniões

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

DIVISÃO, REVELAÇÃO, ISPIRAÇÃO E INERÂNCIA DA BÍBLIA

BÍBLIAS

DIVISÃO DA BÍBLIA E SEU SIGNIFICADO EM CRISTO:
A Bíblia se compõe de 2 partes, mas Jesus Cristo é o tema Central da Bíblia. 
O Antigo testamento, escrito pela comunidade hebraica em hebraico. 
E em aramaico o Novo testamento, escrito pelos discípulos de Cristo, ao longo do século 1º d.C.
Testamento significa aliança, pacto ou acordo, celebrado entre Deus e os judeus, no antigo pacto e no novo pacto, entre Deus e os cristãos. 
Estruturas ou Testamentos (Grego diayhkh diatheke = aliança ou concerto). Com 66 Livros; sendo 39 no Antigo e 27 no Novo, em período de 1.600 anos, escrita por 40 autores, traduzida para 240 dialetos, 739 idiomas, 1.280 línguas com 3.000 traduções.

REVELAÇÃO X INSPIRAÇÃO:
Revelação é a ação de Deus que se dá a conhecer ao Escritor e que o homem sozinho, nada pode saber (Dn 12.8; 1ª Pe 1:10,11). 
Inspiração não implica em revelação. 
Toda a Bíblia foi inspirada, mas nem toda ela foi revelada: 
Ex: de Revelação: Gênesis, sonhos de José, escritos de Paulo (Gl 1:11; Ef 3:3).

A INERRÂNCIA DA BÍBLIA.
A autoridade das Escrituras é um tema-chave para a igreja cristã, tanto desta como de qualquer outra época.
Aqueles que professam fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador são chamados a demonstrar a realidade de seu discipulado cristão mediante obediência humilde e fiel à Palavra escrita de Deus.
Afastar-se das Escrituras, tanto em questões de fé quanto de conduta, é deslealdade para com nosso Mestre.
Para que haja uma compreensão plena e uma confissão correta da autoridade das Sagradas Escrituras é essencial um reconhecimento da sua total veracidade e confiabilidade.
A Declaração a seguir afirma sob nova forma essa inerrância das Escrituras, esclarecendo nosso entendimento a respeito dela e advertindo contra sua negação.
Estamos convencidos de que negá-la é ignorar o testemunho dado por Jesus Cristo e pelo Espírito Santo e rejeitar aquela submissão às alegações da própria Palavra de Deus, submissão esta que caracteriza a verdadeira fé cristã.
Entendemos que é nosso dever nesta hora fazer esta afirmação diante dos atuais desvios da verdade da inerrância entre nossos irmãos em Cristo e diante do entendimento errôneo que esta doutrina tem tido no mundo em geral.
Desejamos expressar uma convicção quanto à inerrância das Escrituras e estimular e desafiar uns aos outros e a todos os cristãos a uma compreensão e entendimento cada vez maiores desta doutrina.
O aprofundamento de nossas próprias convicções através dos debates que tivemos juntos e oramos para que esta Declaração que assinamos seja usada para a glória de nosso Deus com vistas a uma nova reforma da igreja no que tange à sua fé, vida e missão.
Muitos que negam a inerrância das Escrituras não apresentam em suas crenças e comportamento as conseqüências dessa negação, e estamos conscientes de que nós, que confessamos essa doutrina, freqüentemente a negamos em nossas vidas, por deixarmos de colocar nossos pensamentos e orações, tradições e costumes, em verdadeira sujeição à Palavra divina.
Qualquer pessoa que veja razões, à luz das Escrituras, para fazer emendas às afirmações desta Declaração sobre as próprias Escrituras (sob cuja autoridade infalível estamos, enquanto falamos), é convidada a fazê-lo.
Não alegamos nenhuma infalibilidade pessoal para o testemunho que damos e seremos gratos por qualquer ajuda que nos possibilite fortalecer esse testemunho acerca da Palavra de Deus.

Fonte: Apostila Teologia Sistemática http://ebooksgospel.blogspot.com

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

Um comentário:

Gabi disse...

Olá tenha um fim de semana muito abençoado, Deus continue abençoando seu caminho. Abraços e fique na paz do Senhor www.mensagensedificantes.com