JESUS, O NOSSO CRISTO, TE AMA!!!

RÁDIO EVANGÉLICA!!
   
AMIGOS, COMPARTILHEM ESSE BLOG!
Facebook Twitter Google+ Pinterest Reddit LinkedIn Addthis Delicious Digg Evernote Myspace NetLog Netvibes Tumblr WhatsApp

BY BG

220
Fãs
528
Fãs

Artigos

Opiniões

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

QUALIFICAÇÕES PARA LÍDERES DAS IGREJAS


INTRODUÇÃO: Devem ser considerados merecedores de dobrada honra os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino. (!º Timóteo 5:17.)    

Examinar os ensinamentos bíblicos relativos aos líderes da igreja, para ver:
(1) as várias divisões da igreja primitiva,
(2) as descrições dos homens qualificados para esses cargos na igreja,
(3) os deveres desses homens.
 
Devemos lembrar que o Novo Testamento não registra nenhum prédio de igreja, tal como os conhecemos hoje. Não havia santuários e muito menos prédios destinados a aulas de religião. A igreja naqueles dias era constituída do grupo de crentes, e não do grupo de edifícios! 
Além de não ter prédios, eles não tinham Bíblia, a não ser em forma de rolos. Não tinham também hinários. 
Não havia pastores treinados, e certamente, não tinham diretores de mocidade, ou de corais, etc.
Podemos ver então, já que lhes faltava tanta coisa essencial, que deveriam ter algo em substituição a essas coisas. 
Ë neste ponto que se salienta a importância dos líderes da igreja. 
Esses homens, chamados e orientados por Deus, eram os instrumentos humanos que estavam por trás do sucesso da igreja primitiva. 
O nome deles é desconhecido para nós, mas as qualificações para poderem exercer seus cargos são conhecidas. 
Além disso, o registro de seu êxito faz parte de nossa história cristã primitiva.
Ao estudarmos os ensinamentos do Novo Testamento com relação aos vários cargos existentes na igreja, devemos também notar que todo o sistema é muito simples. Os líderes eram escolhidos para preencher certas funções. 
Os nomes usados para os principais da igreja são: diakonos — servo; pres-buteros — ancião, e episkopos — bispo, supervisor ou superintendente.
Os nomes dos cargos da igreja primitiva não apresentam qualquer dificuldade, e seu significado é claro e simples. As dificuldades começam, quando os homens fazem alterações e a glória é então dada àquele que exerce o cargo e não a Cristo.

1 - OS CARGOS - (lº Timóteo 3:1,8; 5:1)

1.1 - DIÁCONOS - Encontramos o cargo de diácono citado pela primeira vez na Bíblia em Atos 6:1-6. Com o crescimento da igreja, os doze apóstolos estavam achando cada vez mais difícil executar as tarefas relativas  alimentação do grande número de crentes. Os doze, então, instruíram os membros da igreja para escolherem sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria. Esses homens escolhidos pêlos membros foram então "eleitos". O seu trabalho não era ensinar mas servir, sendo servos da igreja.
1.2 - PRESBÍTEROS - Assim como os diáconos estavam ligados aos negócios rotineiros da igreja, os presbíteros, também chamados anciãos, eram responsáveis pelo lado espiritual. 
O seu trabalho principal era triplo: conduzir a adoração e o culto da igreja, ensinar através das Escrituras, e disciplinar os membros da congregação. Como o nome indica, deveriam ser homens de certa idade. 
Sua igreja exercita disciplina? 
Os presbíteros velam pela alma do povo de Deus? (Veja Hebreus 13:17.)

1.3 – BISPOS - O cargo de bispo é o menos mencionado no Novo Testamento. Tem origem na palavra episkopos e é usado cerca de cinco vezes no Novo Testamento. Episkopos é traduzido como bispo quatro vezes e uma vez como supervisor. Em Tito 1:5, Paulo deu instruções a Tito para constituir presbíteros em cada cidade. 
Então, no versículo 7, referindo-se a esses homens, Paulo disse  “Porque é indispensável que o bispo (episkopos) seja irrepreensível como despenseiro de Deus. 
A palavra bispo aqui é citada como sinónimo de presbítero. 
A ideia é que o presbítero ao exercer seu cargo está "superintendendo" o rebanho. 
Não há certamente nenhuma glória particular ligada à palavra bispo; ele não passava de um dos obreiros do Senhor.

2 - AS EXIGÊNCIAS - (lº Timóteo 3:2-4; 8-12) EM RELAÇÃO A DEUS

Quando examinamos o que a Bíblia tem a dizer sobre as qualificações dos bispos, presbíteros e diáconos, descobrimos uma ênfase fora do comum. Bem pouco se diz do trabalho que a pessoa tinha de fazer, mas fala-se muito sobre a espécie de homem que deveria ser. Não se dava ênfase à cultura, treinamento ou posição social, mas o que realmente importava era seu caráter moral. Tanto em I Timóteo 3:2 como Tito 1:6, o primeiro ponto salientado foi o de que o homem a ser nomeado presbítero ou bispo tinha de ser irrepreensível. Isto é também enfatizado em I Timóteo 3:10, com relação aos bispos.

2.1 - EM   RELAÇÃO AO  LAR
Uma coisa essencial mencionada com relação aos bispos, presbíteros e diáconos é a qualidade de sua vida doméstica. O teste para verificação da capacidade para o cargo era o caráter moral do homem, primeiramente diante de Deus e depois no lar. 
Aprendemos que todo bispo, presbítero ou diácono tinha de ser marido de uma só mulher. (Veja I Timóteo 3:1,12; Tito 1:6.)
Muito se diz também sobre os filhos. Tito 1:6 indica que os filhos de um presbítero deveriam ser crentes, que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. 
I Timóteo 3:4,5 indica que o bispo deveria governar bem a sua casa, tendo os filhos sob controle e sendo por eles respeitado. 
O versículo 5 pergunta claramente: como o homem pode cuidar da igreja de Deus, se não consegue governar a própria casa? 
As mesmas qualificações foram exigidas dos diáconos no versículo 12.

2.2 - EM   RELAÇÃO  AO  PRÓXIMO
Ë interessante observar o relacionamento que o bispo, presbítero ou diácono tinha de manter com o seu próximo. 
O líder da igreja deveria ser temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar, amigo do bem. 
Paulo achou necessário dizer também que não deveria ser dado ao vinho, nem avarento, nem amigo de contendas . 
O fato do Espírito Santo ter dado essas advertências é uma indicação de que homens a quem faltam as qualificações adequadas são frequentemente escolhidos como líderes da igreja. 
Homens assim podem prejudicar seriamente a igreja de Deus.

3 - OS DEVERES -  (lº Timóteo 3:5-7,13) ALIMENTAR O  REBANHO
Atos 20:17-35 é uma parte importante da Bíblia relativa aos bispos e Presbíteros. 
Foi nessa passagem que Paulo descreveu aos presbíteros de Ëfeso os seus "deveres no cargo". 
No versículo 28 ele disse: Atendei... para pastoreardes a igreja de Deus. 
Ele continua dizendo que falsos mestres viriam e homens perversos surgiriam, mas uma igreja alimentada com a Palavra de Deus tem capacidade para suportar todos os ataques dessa espécie. 
O ensino é, sem dúvida, o segredo do sucesso de uma igreja realmente espiritual. Quando os presbíteros ou outros líderes conseguem exercer um ministério de ensino eficaz, o povo de Deus se mantém firme sobre a rocha. Isto abrange também o trabalho do pastor, o escolhido para alimentar o rebanho.

3.1 -VIGIAR OS OBREIROS
Em Atos 20:30,31, Paulo adverte seriamente os presbíteros para que vigiem os obreiros. 
Disse a eles que se levantariam homens na igreja que ensinariam coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles. 
Este perigo não vem de fora, mas de dentro. 
Em I Timóteo 3:2 encontramos a mesma ideia : "vigilância". 
A Palavra de Deus diz que os presbíteros devem ser "vigilantes espirituais" 
— observando constantemente qualquer possibilidade de pecado e perigo. Note que a Palavra de Deus ordena que os presbíteros ajam — e não só falem sobre o que deveriam fazer. 
As Escrituras dizem: resisti ao diabo, e ele fugirá de vós (Tiago 4:7). O diabo prospera na tolerância!

3.2 - SOCORRER   OS  NECESSITADOS
Falando aos presbíteros em Atos 20:35, Paulo disse: 
- Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer aos necessitados. 
Essas foram as instruções finais aos presbíteros da igreja de Éfeso. 
Através da carta aos efésios podemos ter uma ideia da maturidade da fé cristã daquela igreja. 
Ë interessante compreender que parte dessa fé amadurecida é resultado do cuidado e auxílio prestados aos necessitados de entre os membros da igreja. 
A necessidade referida é essencialmente espiritual. 
As pessoas espiritualmente fracas são um perigo latente. 
Estão sempre arriscadas a apanhar qualquer doença espiritual.

DISCUSSÃO ADICIONAL
• Hebreus 13:17 ordena aos membros da igreja: Obedecei aos vossos guias, e sede submissos para com eles. 
Você acha que isto ainda se aplica ao dia de hoje?
• I Pedro 5:2 diz aos presbíteros: Pastoreai o rebanho... espontaneamente, não por obrigação ou ganho, mas com entusiasmo e alegria. 
Por que você acha que isto foi escrito?

3.3 - ESTEVÃO,  O  MÁRTIR
O primeiro diácono escolhido foi Estêvão (veja Atos 6:5), e ele se tornou o primeiro mártir da igreja cristã. 
Note o elogio a Estêvão em Atos 6:5: homem cheio de fé e do Espírito Santo. Veja o que Atos 6:8 diz dele : Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 
Tão poderosa era a sua personalidade e inteligência que não podiam sobrepor-se à sabedoria e ao Espírito com que ele falava (Atos 6:10).
Apesar disso, Estêvão foi acusado de blasfémia, preso sob falsas acusações e levado perante o tribunal. 
Atos 7 contém o registro do surpreendente sermão feito por ele. 
Note que praticamente todos os sessenta versículos deste capítulo são dedicados à defesa de Estêvão. 
Podemos reconhecer a importância desse sermão ao compreendermos que é o mais longo registrado no Novo Testamento, com exceção dos feitos por Cristo. Quando nos lembramos de que Estêvão não era apóstolo, nem bispo, nem presbítero, mas foi escolhido para ser um simples diácono, para servir às mesas (Atos 6:2), ficamos maravilhados com a graça, sabedoria e coragem deste jovem. 
Isto nos mostra o que Deus pode fazer através de um jovem suficientemente humilde para servir às mesas, bastante sábio para conhecer a Palavra de Deus e com suficiente coragem para dar testemunho do Salvador a Quem ama.

Que o Nome do Senhor Jesus Cristo possa ser exaltado através de obreiros valorosos na sua seara.


DEUS EM CRISTO JESUS TE ABENÇOE.

Nenhum comentário: