JESUS, O NOSSO CRISTO, TE AMA!!!

RÁDIO EVANGÉLICA!!
AMIGOS, COMPARTILHEM ESSE BLOG!
Facebook Twitter Google+ Pinterest Reddit LinkedIn Addthis Delicious Digg Evernote Myspace NetLog Netvibes Tumblr WhatsApp

BY BG

220
Fãs
528
Fãs

Artigos

Opiniões

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

QUESTIONÁRIO DE DOUTRINAS 07 - A EXPIAÇÃO - Part 02.

DOUTRINA DA EXPIAÇÃO


PARTE 02 FINAL.

18. COMO DEVEMOS CONSIDERAR SUA MORTE?
R: Não a deveriam considerar como tragédia imprevista e infeliz à qual teria que se resignar, e, sim, como sendo morte cujo propósito era fazer expiação. "O Filho do homem veio a dar a sua vida em resgate de muitos." Na última ceia Jesus deu instruções acerca da futura comemoração de sua morte, como sendo o supremo ato de seu ministério.

19. QUE CERIMÔNIA COMEMORA A REDENÇÃO DA HUMANIDADE?
R: Ele ordenou um rito que comemoraria sua redenção da humanidade, assim como a Páscoa comemorava a redenção de Israel do Egito. Seus discípulos, que ainda estavam sob a influência de idéias judaicas acerca do Messias e do reino, não podiam compreender a necessidade de sua morte e só com dificuldade podiam aceitar o fato. Mas apos a ressurreição e a ascensão eles o entenderam e sempre depois disso afirmaram que a morte de Cristo fora divinamente ordenada como o meio da expiação. "Cristo morreu pelos nossos pecados", é seu testemunho de sempre.

20. QUE SIGNIFICA A SANTIDADE DE DEUS?
R: Deus é santo por natureza, o que significa que ele é justo em caráter e conduta. Esses atributos do seu caráter manifestam-se em seus tratos com a sua criação. "Ele ama a justiça e o juízo" (Salmos 33:5). "Justiça e juízo são a base do teu trono" (Salmos 89:14).

21. QUE PERTURBA AS RELAÇÕES ENTRE O HOMEM E DEUS?
R: Essa relação foi perturbada pelo pecado que é um distúrbio da relação pessoal entre Deus e o homem

22. ESSENCIALMENTE, O QUE É O PECADO?
R: O pecado é essencialmente um ataque contra a honra e a santidade de Deus. É rebelião contra Deus, pois pelo pecado deliberado, o homem prefere a sua própria vontade em lugar da vontade de Deus, e por algum tempo torna-se "autônomo"

23. QUAL É A FUNÇÃO DA EXPIAÇÃO?
R: Livrar os homens dos seus pecados diante de Deus.

24. QUE É QUE PROVOCA A IRA DE DEUS?
R: O pecado.

25. QUE REVELA A CRUZ DE CRISTO?
R: O castigo do pecado que foi pago no Calvário, e a lei divina que foi honrada; dessa maneira Deus pôde ser benévolo sem ser injusto, e justo sem ser inclemente.
  
26. EXPLICAR AS DUAS RESPOSTAS FALSAS ACERCA DA EXPIAÇÃO.
R: O Novo Testamento ensina que a expiação é tanto necessária como também possível; possível porque Deus é benévolo, bem como justo; necessária porque Deus é justo, bem como benévolo. Os dois erros tratados são exageros de duas verdades sobre o caráter de Deus. O primeiro exagera a sua justiça, excluindo a sua graça. O segundo exagera sua graça, excluindo a sua justiça. A expiação faz justiça a ambos os aspectos de seu caráter, pois na morte de Cristo, Deus está agindo de modo justo como também benévolo.

27. EXPLICAR COMO POR MEIO DA EXPIAÇÃO, DEUS DEMONSTRA O SEU CARÁTER MISERICORDIOSO E AO MESMO TEMPO JUSTO.
R: Na expiação Deus faz justiça a seu caráter como um Deus benévolo. Sua justiça clamou pelo castigo do pecador, mas sua graça proveu um plano para o perdão. Ao mesmo tempo ele faz justiça a seu caráter como um Deus justo e reto.

28. QUAIS SÃO AS CINCO PALAVRAS QUE DESCREVEM A NATUREZA DA EXPIAÇÃO? DÊ UMA BREVE EXPLICAÇÃO DE CADA UMA.
R: Expiação, Propiciação, Substituição, Redenção e Reconciliação.

29. EXPLICAR A PALAVRA “EXPIAÇÃO”. QUAL A IDÉIA PRINCIPAL?
R: (a) Expiação. A palavra expiação no hebraico significa literalmente 'cobrir', e é traduzida pelas seguintes palavras: fazer expiação, purificar, quitar, reconciliar, fazer reconciliação, pacificar, ser misericordioso.

30. CITE ALGUNS VERSÍCULOS QUE DEMONSTREM QUE A MORTE DE CRISTO FOI EXPIATÓRIA.
R: A morte de Cristo foi uma morte expiatória, porque seu propósito era apagar o pecado. (Hebreus 9:26, 28; 2:17; 10:12-14; 9:14.) Foi uma morte sacrificial ou uma morte que tinha relação com o pecado. Qual era essa relação? "Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro" (1ª Pedro 2:24). "Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós, para que nele fôssemos feitos justiça de Deus" (2ª Corintios 5:21) Expiar o pecado significa levá-lo embora, de modo que ele é afastado do transgressor, o qual é considerado, então, como justificado de toda a injustiça, purificado de contaminação e santificado para pertencer ao povo de Deus.

31. EXPLICAR A PALAVRA “PROPICIAÇÃO”.
R: (b) Propiciação. Crê-se que a palavra propiciação tem sua origem em uma palavra latina "propõe", que significa "perto de". Assim se nota que a palavra significa juntar, tornar favorável.

32. EXPLICAR A PALAVRA “SUBSTITUIÇÃO”.
R: (c) Substituição. Os sacrifícios do Antigo Testamento eram substitutos por natureza; eram considerados como algo a que se procedia, no altar, para o israelita, que não podia fazê-lo por si mesmo.

33. QUE SIGNIFICA “REDENÇÃO”?
R: (d) Redenção. A palavra redimir, tanto no Antigo como no Novo Testamento, significa tornar a comprar por um preço; livrar da servidão por preço, comprar no mercado e retirar do mercado.

34. QUE SIGNIFICA “RECONCILIAÇÃO”?
R: (e) Reconciliação. "Tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nos a palavra da reconciliação" (2ª Corintios 5:18,19.) Quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte do seu Filho (Romanos 5:10).

35. MENCIONAR OS CINCO EFEITOS DA EXPIAÇÃO E O SIGNIFICADO DE CADA UM.
R: (a) Perdão da transgressão. Por meio de sua obra expiatória, Jesus Cristo pagou a dívida que nos não podíamos saldar e assegurou a remissão dos pecados passados. Assim, o passado pecaminoso para o cristão não é mais aquele peso horrendo que conduzia, pois seus pecados foram apagados, carregados e cancelados. (João 1:29; Efésios 1:7; Hebreus 9:22-28; Apocalipse 1:5.) Começou a vida de novo, confiando em que os pecados do passado nunca o encontrarão no juízo. (João 5:24.).
(b) Livramento do pecado. Por meio da expiação o crente é liberto, não somente da culpa dos pecados, mas também pode ser liberto do poder do pecado. O assunto é tratado em Romanos, caps. 6 a 8. Paulo antecipa uma objeção que alguns dos seus oponentes judeus devem ter suscitado muitas vezes a saber, que se a pessoa fosse salva meramente por crer em Jesus, essa pessoa teria opinião leviana sobre o pecado, dizendo: "Se permanecermos no pecado, sua graça abundará" (Romanos 6:1).
(c) Libertação da morte. A morte tem um significado tanto físico como espiritual. No sentido físico denota a cessação da vida física, conseqüente de enfermidade, decadência natural ou de causa violenta. é porém, mais usada no sentido espiritual, isto é, como o castigo imposto por Deus sobre o pecado humano. A palavra expressa a condição espiritual de separação de Deus e do desagrado divino por causa do pecado. O impenitente que morrer fora do favor de Deus permanecerá eternamente separado dele no outro mundo, sendo conhecida essa separação como a "segunda morte".
(d) O dom da vida eterna. Cristo morreu para que nos não perecêssemos (a palavra é usada no sentido bíblico de ruína espiritual), mas "tenhamos a vida eterna" (João 3:14-16. Vide Romanos 6;23.) A vida eterna significa mais do que mera existência; significa vida no favor de Deus e comunhão com ele. Morto em transgressões e pecados, o homem está fora do favor de Deus; pelo sacrifício de Cristo, o pecado é expiado e ele restaurado à plena comunhão com Deus. Estar no favor de Deus e em comunhão com ele é ter vida eterna, pois é a vida com ele que é o Eterno.

(e) A vida vitoriosa. A cruz é o dínamo que produz no coração humano essa resposta que constitui a vida cristã. A expressão "eu viverei para ele que morreu por mim", diz bem o dinamismo da cruz. A vida cristã é a reação da alma ante o amor de Cristo. A cruz de Cristo inspira o verdadeiro arrependimento, o qual é arrependimento para com Deus. O pecado muitas vezes é seguido de remorso, vergonha e ira; mas somente quando houver tristeza por ter ofendido a Deus, há verdadeiro arrependimento.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

Nenhum comentário: