JESUS, O NOSSO CRISTO, TE AMA!!!

RÁDIO EVANGÉLICA!!
   

BY BG

225
Fãs
541
Fãs

Artigos

Opiniões

LIKE MEU FACEBOOK!!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

CAIFÁS

QUEM ERA CAIFÁS?
 
Exerceu a função de Sumo Sacerdote durante a atividade de João Batista (Lc 3:2) e o processo contra Jesus (Mt 26:3.57; Jo 11:49; 18:24-28), entre 18 e 36 d.C. 
- Era o genro de Anás (18:13).

Fonte: Dicionário Biblico.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

BLASFÊMIA

O QUE É BLASFÊMIA?
 
É o ultraje dirigido a Deus, a própria pretensão de ocupar o seu lugar, ou de falar em seu nome sem autorização (Dt 18:20-22). 
Na Bíblia, é condenada a blasfêmia e o blasfemador considerado digno de morte (Ex 20:7; Lv 24:13,22; Mt 27:39-44; Ap 13:6; 16:11). 
Pessoas justas foram acusadas de blasfêmia para serem condenadas à morte: 
- Nabot, proprietário de um sítio cobiçado pelo rei Acab (1ª Rs 21:1-16); 
- Jesus Cristo (Mc 14:60-64); 
- Estêvão, o primeiro mártir cristão (At 7:54-60).

Fonte: Dicionário Biblico.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

BELZEBU

DEVIL

Significa “senhor do esterco”, isto é, dos sacrifícios oferecidos aos ídolos. 
É o nome do deus cananeu, chamado no AT Baal-Zebub ("senhor das moscas"), divindade da cidade filistéia de Acaron. 
No NT “Belzebu” era o nome que os fariseus davam ao príncipe dos demônios (Mc 3:22; Mt 12:24s).

Fonte: Dicionário Biblico.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

terça-feira, 24 de maio de 2011

EXERCÍCIO DE TEOLOGIA 5.

EXERCÍCIO..

054) O QUE SIGNIFICA O TERMO IGREJA?
R: Palavra oriunda do termo grego “ekklesia” ou “Assembléia de cidadãos reunidos com determinado propósito” (At 19,32. 41).
O sentido da palavra é “assembléia ou congregação”. Este é o conceito certo da palavra igreja.

055) QUAIS SÃO AS FIGURAS NA BÍBLIA?
R: O corpo de Cristo – Cl 1.24
O templo de Deus – Ef 2.21,22; 1ª Co 3.16,7.
A noiva de Cristo – 2ª Co 11.2; Ef 5.25-27; Ap 19.7, 21.2.
Povo Santo - Rm1. 6,7; 1ª Co 1.2.

056) QUAL O FUNDAMENTO DA IGREJA?
R: Jesus Cristo – 1ª Co 3.11 => “Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”.
“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. Mt16: Edificada sob o fundamento dos apóstolos – Ef 2.20

057) CITE O NOME E LOCAL DE DEZ IGREJAS QUE FORAM ESTABELECIDAS NO PRIMEIRO SÉCULO?
R: As igrejas de Deus desde o primeiro século sempre foram chamadas ou pelo nome da cidade em que ela se situava, ou pelo nome dos     donos das casas onde elas se reuniam.
01 = Igreja em Jerusalém – Jerusalém/Judá - At 11.22
02 = Igreja em Antioquia – Antioquia/Síria - Atos 13: 01
03 = Igreja em Cencréia – Porto situado próximo a Corinto - Rm 16.1
04 = Igreja de Deus – Corinto/Acaia/Grécia – 1ª Co 1.2
05 = Igrejas da Galácia – Ásia Menor/Turquia – Gl 1.2
06 = Igreja de Filipos – Filipos/Macedônia/Grécia - Fp 4: 15
07 = Igreja dos Tessalonicenses – Macedônia/Grécia – 1ª Ts 1: 1
08 = Igreja em Efésios – Efésos/Ásia Menor – Ap 2.1
09 = Igreja na casa de Priscila e Áquila – Roma/Itália – Rm 16.3-5
10 = Igreja de Cristo – Cesaréia de Felipe/Judéia  - Mt 16.18; Rm 16.16
11 = Igreja de Colossos – Frigia/Ásia menor (Cl 4 : 15)

058) O QUE SIGNIFICA IGREJA LOCAL?
R: É composta de pessoas pertencentes a todas as situações históricas, culturas raciais ou étnicas e níveis sócio-econômicos que nasceram de novo e compartilham a dedicação de suas vidas ao Senhorio de Jesus Cristo.

059) O QUE É QUALIDADE DE IGREJA?
R: Membros alistados entre centenas de milhões de crentes existente no mundo inteiro, que jamais devem perder de vista a importância bíblica e teológica de continuar prestando atenção e obediência à soberana atuação do Espírito de Deus.

060) QUAIS OS CARGOS HIERÁRQUICOS MAIS USUAIS NA IGREJA? 
R: Profetas, Evangelistas, Pastores – Ef 4.11.
Presbíteros ou Bispos - At 20.28; 1ª Tm 3.1-7; 1ª Pd 5.1-5
Diáconos – At 6.1-4; 1ª Tm 3.8-13; Fl 1.1.
Diaconisas – Rm 16.1; Fl 4.3.
Auxiliares – 1ª Co 16.16
 
061) QUAIS AS FORMAS DE DISCIPLINA NA IGREJA?
R: As medidas disciplinares têm dois principais objetivos em vista:
a) Expor e remover da comunhão da Igreja, crentes professos cujo testemunho prove que não nasceram de novo. Tais pessoas são descritas     em 1 João 2:l9.
b) Corrigir de tal maneira o crente que pecou, que ele venha a ser restaurado à comunhão do Senhor e da Igreja. A disciplina cristã deve ter     sempre um objetivo em vista: contribuir para a restauração espiritual do que tenha errado.
Repreensão Pessoal – 2ª Co 13.2,10; 1ª Ts 5.14; 2ª Tm 2.24,25; Hb 10.25.
Repreensão com Testemunha – Mt 18.15-18
Repreensão Pública – 1ª Tm 5.20
Exclusão - 1º Co 1-5; 1ª Co 9-13; 2ª Ts 3.14,14.
Disciplina formativa – Esta é a forma primária e mais simples de disciplina. Consiste em ensinar, instruir e guiar os cordial decidido nos caminhos da verdade e justiça.
Disciplina corretiva - Gl. 6:1; Mt. 18:17
Disciplina Excessiva - Mt. 18:15-18; Rm. 16:17; 1ª Tm 6:3-5; 1ª Co. 5:1-8; 2ª Ts. 3:6, 14.

062) QUAIS AS FORMAS DE BATISMO? 
R: O Simbolismo da ordenança requer imersão.
Imersão - Ato de imergir = Fazer submergir; mergulhar, afundar, Rm. 6:4; Cl. 2:12
Afusão – Banho, aspersão.
Aspersão - Ato ou efeito de aspergir; aspergimento; borrifo, respingo.

063) O QUE SIGNIFICAM OS EMBLEMAS DA SANTA CEIA?
R: No Velho Testamento, a Páscoa era símbolo da libertação da escravidão egípcia. No Novo Testamento, a Santa Ceia tornou-se o símbolo da libertação da escravidão do pecado.
Os emblemas são: “Pão sem fermento e o Vinho puro de uva”, que simbolizam o Corpo e Sangue de Cristo.

064) QUAIS AS FUNÇÕES GERAIS DA IGREJA? 
R: Pregar a Salvação Evangelizar - Mt 28.19,20.
Prover meios de adoração, adorar.
Prover comunhão religiosa, edificar.
Sustentar uma norma de conduta moral, responsabilidade social.

065) COMO A IGREJA PODE MODERNIZAR SEM MUNDANIZAR?
R: O grande desafio que temos como Ministros e servos de Deus é nos adaptarmos a mudanças seculares, através de estudos e cursos teológicos, sem permitir que a secularização ganhe terreno. Se pararmos no tempo vamos perder, a conexão das necessidades do povo, e com isso também perdemos nossa eficiência. É preciso manter os “princípios antigos e originais” - Pv 22:28, mas também precisamos dar a eles uma roupagem nova. Não precisado com isso usar brincos, tatuar o corpo, colocar um percing etc... Não precisamos disso para atrair pessoas às nossas Igrejas. Precisamos sim! Ser mais modernos, mas em qual sentido? Usando o que temos de melhor e mais moderno, as nossas vidas, para coloca-las a disposição da obra de Cristo, para  evangelizar mais as pessoas com amor, coloca-las no altar de Deus, consagra-las mais ao Senhor, buscar mais a Santidade para elas, que emana do próprio  Deus. Não somos nós quem "enchemos" as Igrejas ou convertemos as pessoas. Isso é obra do Espírito Santo. Somos apenas canais do fluir de Deus. Quando uma igreja é cheia da unção de Deus, quando há liberdade no Espírito, quando os sinais acompanham aqueles que crêem, então teremos um crescimento tal e estrondoso, pois o próprio Senhor, como diz o Livro de Atos dos Apóstolos, acrescentará dia a dia o que serão salvos – At 2.47. Modernizar sem Mundanizar é ser Culto e Espiritual, é está Antenado.

066) PORQUE É OBRIGATÓRIO TER NA IGREJA NO MÍNIMO QUATRO DIAS/CULTOS QUE SÃO DE: 1 – DOUTRINA; 2 – ESTUDOS BÍBLICOS E TEOLÓGICOS, 3 – LIBERTAÇÃO E AUTO-AJUDA E 4 – EVANGELIZAÇÃO E FAMILIA?
R: Para que os membros não procurem outros lugares para irem, e correrem o risco de se desviarem da presença do Senhor, e também ficarem bem entendidos na vontade de Deus para eles em suas vidas.

OBS: NEM TODAS AS QUESTÕES ESTÃO CORRETAS É PRECISO CONFIRMA-LAS.


DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABEMÇOE.

domingo, 22 de maio de 2011

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 07


A BÍBLIA

Traduções completas

a) Em 1902, as sociedades bíblicas empenhadas na disseminação da Bíblia no Brasil patrocinaram nova tradução da Bíblia para o português, baseada em manuscritos melhores que os utilizados por Almeida. A comissão constituída para tal fim, composta de eruditos nas línguas originais e no vernáculo, entre eles o gramático Eduardo Carlos Pereira, fez uso de ortografia correta e vocabulário erudito. Publicado em 1917, o trabalho ficou conhecido como Tradução Brasileira. Apesar de ainda hoje apreciadíssima por grande número de leitores, essa Bíblia não conseguiu firmar-se no gosto do grande público.
b) Coube ao padre Matos Soares realizar a tradução mais popular da Bíblia entre os católicos na atualidade. Publicada em 1930 e baseada na Vulgata, suas notas entre parêntesis defendem os dogmas da Igreja Romana. Por esse motivo, recebeu apoio papal em 1932.
c) Em 1943, as Sociedades Bíblicas Unidas encomendaram a um grupo de hebraístas, helenistas e vernaculistas competentes a revisão da tradução de Almeida. A comissão melhorou a linguagem, a grafia dos nomes próprios e o estilo.
d) Em 1948, organizou-se a Sociedade Bíblica do Brasil, destinada a “Dar a Bíblia à pátria”. Essa entidade fez duas revisões do texto de Almeida, uma mais aprofundada, que deu origem à Edição Revista e Atualizada no Brasil, e uma menos profunda, que conservou o antigo nome, “Corrigida”.
e) Em 1967, a Imprensa Bíblica Brasileira, criada em 1940, publicou sua Edição
Revisada de Almeida, cotejada com os textos em hebraico e grego. Essa edição foi posteriormente reeditada com ligeiras modificações.
f) Em 1988, a Sociedade Bíblica do Brasil traduziu e publicou a Bíblia na Linguagem de Hoje. O propósito básico dessa tradução era apresentar o texto bíblico em linguagem comum e corrente. Em 2000, após ampla revisão, foi reeditada como Nova Tradução na

Linguagem de Hoje.

g) Em 1990, a Editora Vida publicou a sua Edição Contemporânea da Bíblia traduzida por Almeida. Essa edição eliminou arcaísmos e ambigüidades do texto quase tricentenário de Almeida e preservou, sempre que possível, as excelências do texto que lhe serviu de base.
h) Uma comissão constituída de eruditos em grego, hebraico, aramaico e português, coordenada pelo pastor Luiz Sayão, sob o patrocínio da Sociedade Bíblica Internacional, concluiu em 2001 uma nova tradução das Escrituras, a Nova Versão Internacional (NVI), texto adotado desde então pela Editora Vida.
i) São também dignas de referência: a Bíblia traduzida pelos monges de Meredsous (1959); a Bíblia de Jerusalém, traduzida pela Escola Bíblica de Jerusalém (padres dominicanos) e editada no Brasil por Edições Paulinas em 1981, com notas; a Edição Integral da Bíblia, trabalho de diversos tradutores sob a coordenação de Ludovico Garmus, editado pela Editora Vozes e pelo Círculo do Livro, também com notas. Abraão de Almeida e Jefferson Magno Costa.

Fonte: Bíblia Thompson

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 06

A BÍBLIA

A Bíblia no Brasil
Traduções parciais

a) Nazaré. Em 1847, publicou-se, em São Luís do Maranhão, O Novo Testamento traduzido por frei Joaquim de Nossa Senhora de Nazaré, que se baseou na Vulgata. Foi, portanto, o primeiro texto bíblico traduzido no Brasil. Essa tradução tornou-se famosa por trazer em seu prefácio pesadas acusações contra as “Bíblias protestantes”, que, segundo os acusadores, estariam “falsificadas” e falavam “contra Jesus Cristo e contra tudo quanto há de bom”.
b) Em 1879, a Sociedade de Literatura Religiosa e Moral do Rio de Janeiro publicou a que ficou conhecida como “a primeira edição brasileira” do Novo Testamento de Almeida. Essa versão foi revista por José Manoel Garcia, lente do Colégio D. Pedro II, pelo pastor M. P. B. de Carvalhosa, da cidade de Campos, RJ, e pelo primeiro agente da Sociedade Bíblica Americana no Brasil, pastor Alexandre Blackford, ministro do evangelho no Rio de Janeiro.
c) Harpa de Israel foi o título que o notável hebraísta F. R. dos Santos Saraiva deu à sua tradução do livro de Salmos, publicada em 1898.
d) Em 1909, o padre Santana publicou sua tradução do Evangelho de Mateus, vertida diretamente do grego. Três anos depois, Basílio Teles publicou a tradução do Livro de Jó, com sangrias poéticas. Em 1917 foi a vez de J. L. Assunção publicar O Novo Testamento, tradução baseada na Vulgata.
e) Traduzido do velho idioma etíope por Esteves Pereira, O Livro de Amós surgiu isoladamente no Brasil em 1917. Seis anos depois, J. Basílio Pereira publicou a tradução do Novo Testamento e do Livro dos Salmos, ambos baseados na Vulgata. Por essa época, surgiu no Brasil (infelizmente, sem indicação de data) a Lei de Moisés (o Pentateuco), edição bilíngüe hebraico-português, preparada pelo rabino Meir Matzliah Melamed.
f) O padre Huberto Rohden foi o primeiro católico a traduzir no Brasil o NT diretamente do grego. Publicada pela instituição católico-romana Cruzada Boa Esperança em 1930, essa tradução, por estar baseada em textos considerados inferiores, sofreu severas críticas.

Fonte: Bíblia Thompson

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 05

A BÍBLIA

A Bíblia de Rahmeyer

Tradução completa da Bíblia, ainda hoje inédita, traduzida em meados do século XVIII pelo comerciante hamburguês Pedro Rahmeyer, que residiu trinta anos em Lisboa. O manuscrito dessa Bíblia encontra-se na Biblioteca do Senado de Hamburgo, Alemanha.

Tradução de Figueiredo

Nascido em 1725, em Tomar, nas proximidades de Lisboa, o padre Antônio Pereira de Figueiredo, partindo da Vulgata, traduziu integralmente o AT e o NT, gastando dezoito anos nessa laboriosa tarefa. A primeira edição do Novo Testamento saiu em 1778, em seis volumes. Quanto ao Antigo Testamento, os dezessete volumes da primeira edição foram publicados de 1783 a 1790. Em 1819, veio à luz a Bíblia completa de Figueiredo, em sete volumes. E, em 1821, foi publicada pela primeira vez em um único volume.
Figueiredo incluiu em sua tradução os chamados livros apócrifos, que o Concílio de Trento havia acrescentado aos livros canônicos em 8 de abril de 1546. Esse fato contribui para que sua Bíblia seja ainda hoje apreciada pelos católicos romanos nos países de fala portuguesa.
Na condição de exímio filólogo e latinista, Figueiredo pôde utilizar-se de um estilo sublime e grandiloqüente, e seu trabalho resultou em um verdadeiro monumento da prosa portuguesa. No entanto, por não conhecer as línguas originais e se haver baseado tão-somente na Vulgata, sua tradução não suplantou em preferência o texto popular de Almeida.

Fonte: Bíblia Thompson


DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 04

A BÍBLIA

Outras traduções

Outras traduções em língua portuguesa realizadas em Portugal são dignas de menção:
a) Os quatro evangelhos, traduzidos em elegante português pelo padre jesuíta Luiz Brandão.
b) No início do século XIX, o padre Antônio Ribeiro dos Santos traduziu os evangelhos de Mateus e Marcos, ainda hoje inéditos.
É fundamental salientar que todas essas obras sofreram, ao longo dos séculos,
implacável perseguição da Igreja Romana, e de muitas delas só escaparam um ou dois exemplares, hoje raríssimos. A Igreja Romana também amaldiçoou a todos os que conservassem consigo essas “traduções da Bíblia em idioma vulgar”, conforme as denominavam.

Período das traduções completas

Tradução de Almeida Coube a João Ferreira de Almeida a grandiosa tarefa de traduzir pela primeira vez para o português o AT e o NT. Nascido em 1628, em Torre de Tavares, nas proximidades de Lisboa, João Ferreira de Almeida mudou-se aos doze anos de idade para o sudeste da Ásia. Após viver dois anos na Batávia (atual Jacarta), na ilha de Java, Indonésia, partiu para Málaca, na Malásia, e lá, pela leitura de um folheto em espanhol acerca das diferenças da cristandade, converteu-se do catolicismo à fé evangélica. No ano seguinte, começou a pregar o evangelho no Ceilão e em muitos pontos da costa de Malabar. 
Não tinha ainda dezessete anos de idade quando iniciou o trabalho de tradução da Bíblia para o português, mas lamentavelmente perdeu o manuscrito e teve de reiniciar a tradução em 1648.
Por conhecer o hebraico e o grego, Almeida pôde utilizar-se dos manuscritos dessas línguas, calcando sua tradução no chamado Textus receptus, do grupo bizantino.
Durante esse exaustivo e criterioso trabalho, serviu-se também das traduções holandesa, francesa (de Baza), italiana, espanhola e latina (Vulgata).
Em 1676, João Ferreira de Almeida concluiu a tradução do NT e no mesmo ano remeteu o manuscrito para ser impresso na Batávia. Todavia, o lento trabalho de revisão a que a tradução foi submetida levou-o a retomá-la e enviá-la para ser impressa em Amsterdã.
Finalmente, em 1681, surgiu o primeiro Novo Testamento em português, trazendo no frontispício os seguintes dizeres, que transcrevemos ipsis litteris: “O Novo Testamento, isto é, Todos os Sacro Sanctos Livros e Escritos Evangélicos e Apostólicos do Novo Concerto de Nosso Fiel Salvador e Redentor Iesu Cristo, agora traduzido em português por João Ferreira de Almeida, ministro pregador do Sancto Evangelho. Com todas as licenças necessárias. Em Amsterdam, por Viúva de J. V. Someren. Anno 1681”.
Milhares de erros foram detectados nesse Novo Testamento de Almeida, muitos deles produzidos pela comissão de eruditos que tentou harmonizar o texto português com a tradução holandesa de 1637. O próprio Almeida identificou mais de 2 mil erros na tradução, e outro revisor, Ribeiro dos Santos, afirmou ter encontrado um número bem maior. Logo após a publicação do Novo Testamento, Almeida iniciou a tradução do AT. Ao falecer, em 6 de agosto de 1691, havia traduzido até Ezequiel 41:21. Em 1748, o pastor Jacobus op den Akker, da Batávia, reiniciou o trabalho interrompido por Almeida, e cinco anos depois, em 1753, foi impressa a primeira Bíblia completa em português, em dois volumes. Estava concluído, portanto, o inestimável trabalho de tradução da Bíblia por João Ferreira de Almeida.
Apesar dos erros iniciais, ao longo dos anos estudiosos evangélicos vêm depurando a obra de Almeida, tornando-a a preferida dos leitores de fala portuguesa.

Fonte: Bíblia Thompson

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 03

A BÍBLIA

A Bíblia em português

Período das traduções parciais

a) Venturoso ou Bem-Aventurado: a despeito de esse título ter sido atribuído a d. Manuel como o principal incentivador das grandes navegações, mais bem-aventurado que esse rei português foi um de seus antecessores, d. Diniz (1279-1325), por ter sido o primeiro a traduzir para a língua portuguesa o texto bíblico, tornando assim possível a navegação dos leitores de língua portuguesa pelo imenso mar da Palavra de Deus.
Grande conhecedor do latim clássico e leitor da Vulgata, d. Diniz resolveu enriquecer a língua portuguesa: traduziu as Sagradas Escrituras para nosso idioma, tomando como base aquela tradução. Embora lhe faltasse perseverança e só conseguisse traduzir os vinte primeiros capítulos do livro de Gênesis, seu esforço colocou-o em posição historicamente anterior a alguns dos primeiros tradutores da Bíblia para outros idiomas, como John Wycliff, por exemplo, que só em 1380 traduziu as Escrituras para o inglês.
b) Fernão Lopes em seu curioso estilo de cronista do século XV, disse que d. João I (1385-1433), um dos sucessores de d. Diniz no trono português, “fez grandes letrados tirar em linguagem os Evangelhos, os Atos dos Apóstolos e as epístolas de São Paulo, para que aqueles que os ouvissem fossem mais devotos acerca da lei de Deus” (Crônica de d. João I, 2.a Parte). Os “grandes letrados” eram vários padres que também se utilizaram da Vulgata no trabalho de tradução.
Enquanto esses padres trabalhavam, d. João I, também conhecedor do latim, traduziu o livro de Salmos, que foi reunido aos livros do Novo Testamento traduzidos pelos padres. Seu sucessor, d. João II, outro grande apoiador das traduções do texto bíblico, mandou gravar em seu cetro a parte final do versículo 31 de Romanos 8: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”, atestando assim quanto os soberanos portugueses reverenciavam a Bíblia. Como nessa época a imprensa ainda não havia sido inventada, os livros eram produzidos em forma manuscrita, fazendo-se uso de folhas de pergaminho. Isso tornava a circulação extremamente reduzida. Por ser um trabalho lento e caro, era necessário que a Igreja Romana ou alguém muito rico assumisse os custos do projeto — ninguém mais indicado que os nobres e os reis.
c) Outras figuras da monarquia de Portugal também realizaram traduções parciais da Bíblia. A neta do rei d. João I e filha do infante d. Pedro, a infanta d. Filipa, traduziu do francês Os evangelhos. No século XV, surgiram publicados em Lisboa o Evangelho de Mateus e porções dos demais evangelhos, trabalho realizado pelo frei Bernardo de Alcobaça, que pertenceu à grande escola de tradutores portugueses da Real Abadia de Alcobaça. Ele baseou suas traduções na Vulgata.
d) A primeira harmonia dos evangelhos em língua portuguesa, preparada em 1495 pelo cronista Valentim Fernandes e intitulada De vita Christi, teve seus custos de publicação pagos pela rainha d. Leonora, esposa de d. João II. Cinco anos após o descobrimento do Brasil, d. Leonora mandou também imprimir o livro de Atos dos Apóstolos e as epístolas universais de Tiago, Pedro, João e Judas, traduzidos do latim vários anos antes por frei Bernardo de Brinega. Em 1566, foi publicada em Lisboa uma gramática hebraica para estudantes portugueses. Trazia em português, como texto básico, o livro de Obadias.

Fonte: Bíblia Thompson

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 02

A BÍBLIA

Códices e manuscritos bíblicos
A partir do século IV, os livros cristãos passaram a ser escritos em códex, palavra derivada de caudex, tabuinha coberta de cera na qual se escrevia com um estilete metálico (stylus). Reunidos por um cordão que passava por orifícios feitos no alto dos exemplares, à esquerda, os códices tinham a forma de livro, portanto bem mais práticos para manusear que os antigos rolos. Os mais importantes códices bíblicos são: Sinaítico, produzido em cerca de 325 d.C., contém todo o AT grego, além das Epístolas de Barnabé e parte de O pastor, de Hermas. Foi encontrado pelo sábio alemão Constantino Tischendorf, em 1844, no Mosteiro de Santa Catarina, situado na encosta do Sinai. Tischendorf viu 129 páginas do manuscrito em uma cesta de papel, prestes a serem lançadas ao fogo. Percebendo seu enorme valor, levou-as para a Europa. Em 1859, voltou ao mosteiro e encontrou as páginas restantes. Doada pelo seu descobridor a Alexandre II, da Rússia, a preciosidade foi posteriormente comprada pela Inglaterra pela vultosa quantia de 100 mil libras esterlinas. Está no Museu Britânico desde 1933. Alexandrino, de meados do século IV, contém o AT grego e quase todo o NT, com  omissões de 24 capítulos de Mateus, cerca de quatro de João e oito de 2º Coríntios. Contém ainda a Primeira epístola de Clemente de Roma e parte da  segunda. Está no Museu Britânico. Outros famosos códices bíblicos são: o Vaticano, do século IV, contém o AT e o NT, com omissões, está na Biblioteca do Vaticano; o Efraemi, produzido por volta de 450 d.C., acha-se na Biblioteca Nacional de Paris; o Baza, encontrado por Teodoro Baza no Mosteiro de Santo Ireneu, na França, em 1581, é datado do século V e encontra-se atualmente na Biblioteca de Cambridge, Inglaterra; o Washington, produzido nos séculos IV e V, acha-se no Museu Freer, na capital dos Estados Unidos da América.Existem, ainda, vários códices de menor importância, expostos em museus e bibliotecas de várias partes do mundo. Somente de livros do NT, completos ou em fragmentos, conhecem-se hoje 156.

Os rolos do mar Morto
Em se tratando de manuscritos em rolos, o mais antigo e importante de todos foi encontrado casualmente em 1947 por um beduíno, em uma bem escondida gruta nas proximidades de Jericó, junto ao mar Morto. Examinado pelo professor Sukenik, da Universidade Hebraica de Jerusalém, revelou-se pertencente ao século III a.C. Contém o livro completo de Isaías e comentários de Habacuque, além de importantes informações sobre a época em que foi escondido. É mais conhecido como o Rolo do mar Morto.

Fonte: Bíblia Thompson

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

A BÍBLIA EM PORTUGUÊS 01

A BÍBLIA

Origens

As primeiras traduções

a) A Septuaginta. Como conseqüência dos setenta anos de cativeiro na Babilônia e da forte influência do aramaico, a língua hebraica enfraqueceu. Todavia, fiéis à tradição de preservar os oráculos em sua língua, os judeus não permitiam que os livros sagrados fossem vertidos para outro idioma. Alguns séculos mais tarde, porém, essa atitude exclusivista e ortodoxa teria de dar lugar a um senso mais prático e liberal. Com o estabelecimento do império de Alexandre, o Grande, a partir de 331 a.C., a língua grega popularizou-se a tal ponto que se tornou imprescindível uma tradução das Sagradas Escrituras nesse idioma.
Segundo o escritor Aresteas, a tradução grega foi feita por 72 sábios judeus (daí o nome “Septuaginta”), na cidade de Alexandria, a partir de 285 a.C., a pedido de Demétrio Falário, bibliotecário do rei Ptolomeu Filadelfo. Concluída 39 anos mais tarde, a nova versão assinalou o começo de uma grande obra que, além de preparar o mundo para o advento de Cristo, tornaria conhecida de todos os povos a Palavra de Deus. Na igreja primitiva, era a tradução conhecida de todos os crentes.
b) A Hexapla. Nem todos os livros do AT, infelizmente, foram bem traduzidos na Septuaginta, razão pela qual Orígenes, por volta de 228 d.C., compôs a Hexapla, ou “versão de seis colunas”, contendo a Septuaginta e as três traduções gregas do AT efetuadas por Áquila do Ponto, Teodoro de Éfeso e Símaco de Samaria, feitas respectivamente em 130, 160 e 218 d.C. Além dessas, constavam nas duas últimas colunas o texto hebraico e o mesmo texto em grego. Essa grandiosa obra, constituída de cinqüenta volumes, perdeu-se provavelmente quando os sarracenos saquearam Cesaréia, em 653 d.C.
c) A Vulgata. Em 382 d.C., o bispo Dâmaso encarregou Jerônimo de traduzir da
Septuaginta para o latim o livro de Salmos e o NT, trabalho concluído em três anos e meio. Mais tarde, outro bispo assumiu a direção da igreja em Roma e percebeu, com inveja, a grande cultura e a influência de Jerônimo. Este, perseguido e humilhado, dirigiu-se para Belém, na Terra Santa, e ali estudou e trabalhou 34 anos na tradução de toda a Bíblia para a língua latina. Jerônimo escreveu ainda 24 comentários bíblicos, um conjunto de biografias de eremitas, duas histórias da igreja primitiva e diversos tratados.
Mais tarde, a Bíblia de Jerônimo ficou conhecida por Vulgata [Vulgar], sendo hoje utilizada pela Igreja Romana como a autêntica versão das Escrituras em latim, apesar de muitos estudiosos a considerarem pobre e até apontarem falhas graves.

Fonte: Bíblia Thompson

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

SISTEMA ARCAÍCO NAS IGREJAS EVANGÉLICAS EM BRASILIA TRAZ MONOPÓLIO

E AGORA???

 Até quando o povo que se intitula povo de Deus vai alimentar o sistema falido das instituições conhecidas por igrejas em suas placas congregacionais? Doando seus dízimos e ofertas para fortalecer esses PAPAS EVANGÉLICOS da época?

- Gente acorda! Essa tal instituição igreja ta falida e a maioria que vive desse sistema ou nele se encontra estão desviados da verdade "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" eles são corruptos, falsos, manipuladores, covardes, adúlteros e terroristas que vivem usando de má fé para aterrorizá-los mostrando um Deus injusto e desumano que pode castigá-los se suas vontades não forem cumpridas “Importa sim agradar a Deus do que aos homens”.
- A Bíblia nos ensina que destes tais devemos nos afastar.
- Quantos dos membros não vivem debaixo da opressão dessas denominações. Uma das instituições, mais oprimente é a assembléia, lá se vivem de aparência porque há no meio facções, grupinhos, inimizades, mentiras e calunias entre seu membros. Se for analisar as varoas da assembléia são as mais sofridas, olhe para uma assembléiana e veja a miséria em suas vidas, filhos desviados, esposos com outras, mal trajadas, rostos sisudos, já não conseguem sorrir mais porque a alegria foi embora do viver delas, dá pena. As crianças vivem debaixo de surras e ameaças por seus tutores ensinados por seus lideres. Os obreiros destas instituições são carnudos sem cultura, radicais, extremistas, assustadores e etc..
- Mas, os líderes vivem do bom e do melhor, só comendo a lã de suas ovelhas magrelas, seus filhos estudam nas melhores escolas, comem só file mion, as esposas (da elite) são cheirosas bem vestidas, todos eles tem cartão de crédito abastado por dízimos e ofertas dos ignorantes que não sabem administrar suas próprias finanças e investe nessas instituições com as mentiras e promessas de melhorias por estarem investindo na obra do Senhor (qual foi a vez que os dízimos e ofertas ajudou as viúvas e os órfãos como a Bíblia ensina?). 
Esses que alimentam essas corjas além de burros são insensatos, pois pensam que um dia vão fazer parte da panela ou da bolada também, mas estão enganando e sendo enganados, os tais são cozinhados no tacho de água morna dentro dos propósitos obstinados de seus líderes. 
 Repito a dizer por experiência de 16 anos, a assembléia é uma das instituições, mais, oprimente na face da terra, eu sei de cada história nos bastidores das que já congreguei que chega a dá vômito, a maioria vivem em terrenos invadidos do governo, pregam a Palavra em rádios piratas, tocam o terror, mas, no entanto ensinam que se você não for fiel a eles e ao sistema, você vai para o inferno, mas, eu te pergunto para aonde eles vão assim?
- Cuidado!! Presta a atenção aonde você investe teu dinheiro, quando você apóia com seu dinheiro as essas instituições falidas é a mesma coisa de você estar apoiando traficantes, para os mesmos produzirem mais drogas, e você vai correr o risco de amanhã, mais cedo ou mais tarde o seu filho pode se tornar um dependente e sofrer muito.
Obs: Sou assembleiano de carteirinha.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

ANDRÉ APÓSTOLO

ANDRÉ

Filho de Jonas e de Maria era irmão do Apóstolo Pedro e como ele abandonou a sua profissão de pescador para acompanhar Jesus, o Messias. Após a dispersão dos apóstolos, André evangelizou na Ásia Menor, na Capadócia e na Rússia, onde ainda é muito venerado. Foi um ousado e entusiasmado pregador da mensagem cristã e fundou sucessões apostólicas em todas as regiões onde pregou. Segundo a tradição foi crucificado numa cruz em forma de “X” a qual, mais tarde, ficou sendo conhecida como a “Cruz de Santo André”.

Fonte: Dicionário de Nomes Biblicos

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

CIDADE DE ANTIOQUIA

 
MAPA DE ANTIOQUIA

Cidade fundada por Selêuco Nicanor que lhe deu esse nome para homenagear a Antíoco, seu pai. Localizavase nas proximidades da foz do rio Oronte e na época do Império Romano ocupava o terceiro lugar em ordem de importância, perdendo apenas para Roma e para Alexandria, no Egito. Era a capital da Síria e foi um dos primeiros centros de difusão do Cristianismo, sendo que nela é que se tornou comum o epíteto “cristão”.


Fonte: Dicionário de Nomes Biblicos

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

MONTE ARARAT

MONTE ARARAT 

Atualmente conhecida como Armênia é a região que se situava ao norte da Mesopotâmia, a sudoeste do Mar Cáspio e a sudeste do Mar Negro. Foi nela que Noé desembarcou após o Dilúvio. Nos textos cuneiformes é grafada como “Urartu”.


Fonte: Dicionário de Nomes Biblicos

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

ARMAGEDOM


ARMAGEDOM 

Nome hebraico que significa: “Montanha de Megido”, ou monte em cujas faldas estava situada a cidade de Megido que foi palco de várias batalhas na Antiguidade, dentre as quais aquela em que tombou morto o rei Josias. Conforme o Apocalipse de São João, ali se reuniriam todos os inimigos pagãos para a batalha final contra as forças do Senhor (Ap 16:16).

Fonte: Dicionário de Nomes Biblicos

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

ÍNICIO DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIANA - IGEVAS

IGEVAS.
2º Culto online na Igreja Evangélica Assembleiana do Distrito Federal.



A Igreja Evangélica Assembleiana do Distrito Federal foi criada com o intuito de fazer a diferença em nossas vidas e na vida daqueles que buscam o Senhor com sinceridade. Após contemplarmos tantas decepções e injustiças vividas e sofridas dentro das Igrejas Assembleias de Deus em Brasília, onde passamos 16 anos oprimidos com injustiças praticadas por líderes sem escrúpulo e metódicos, sem podermos fazer nada, resolvemos então pedir o nosso desligamento pois já não suportavamos tanto monopólio e a falta de amor pelo os ditos maiorais da Igreja. 
Oramos ao Senhor e ele nos direcionou a abertura desta obra maravilhosa a IGEVAS, ela nasceu para a Glória do Deus Vivo.
Esse nome surgiu por termos princípios e doutrina assembleiana.
A IGEVAS foi fundada no dia 17-05-2011, e REGISTRADA NO CARTÓRIO 6º DE SAMAMBAIA, REGISTRADA e ARQUIVADA NO LIVRO “A” 0001 SOB O Nº 000224. Tendo como fundadores o pastor Edson Castro a irmã Iraci Rodrigues e o irmão Jefferson Gledson.
A IGEVAS é uma igreja família onde nós adoramos e bem dizemos o Santo nome do Senhor Jesus Cristo de Nazaré, Senhor e Salvador de nossas vidas, amém.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

QUESTIONÁRIO ALEATÓRIO.

QUESTÕES AVULSAS..

1) Como serão as relações e afinidades no céu? 
R: Em pura harmonia; vamos participa do tribunal de Cristo para recebermos os nossos galardões e Bodas do Cordeiro que é o casamento entre nós (igreja) e Cristo e iremos andar pelas ruas de ouro, contemplar o rio da vida e louvar eternamente o nosso Deus.

2) Por que o arrebatamento procede a grande tribulação?
R: Porque a igreja é Pré-Tribulacionista, ou seja, crer na doutrina em que a igreja não passará pela tribulação, pois será arrebatada antes que ela se inicie (Ap.3:10; Rm.5:9; 1ª Ts 1:10; 5:9).

3) O que diz a Epístola apócrifa de Barnabé e o Evangelho de Allan Kardec sobre o arrebatamento e fim do mundo?
R: “Um mil passará e dois não inteirará”.

4) Por que os ateus e membros das igrejas heréticas não vão subir?
R: Os ateus por falta de fé, e os heréticos por seguirem ensinamentos de homens, ou seja, filosofias, associações e satanismo.

5) Qual a obra que gera mais galardões e coroas?
R: Evangelizar, ensinar e ganhar almas para o Senhor, Pv 11.30; Mt 28.19,20. Apascentar o rebanho do Senhor com cuidado e amor, Coroa de glória, 1ª Pe 5.2-4. Sendo exemplo, Coroa incorruptível, 1ª Co 9.25-27. Sendo fiel e aguardando com amor a vinda do Senhor, Coroa da justiça, 2ª Tm 4.8. Perseverança e fidelidade para com o Senhor, Coroa da vida, Ap 2.10; Tg 1.12.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE. FIKA NA PAZ.

terça-feira, 10 de maio de 2011

OS PERSAS

Sociedade, Economia, Ciências e Cultura

Os persas fundaram um dos maiores impérios da Antiguidade. Conquistaram os egípcios, hebreus, fenícios, assírios e neobabilônios. 
A expansão persa foi facilitada pela construção de uma complexa estrutura político administrativa, que respeitava as diferenças culturais e religiosas existentes entre os diferentes povos dominados pelos persas. 
Com Dario I, o Império Persa atingiu seu apogeu. 
A administração foi aprimorada, os sistemas de impostos foram viabilizados e o comércio facilitado com a criação da moeda de ouro, o dárico, unidade monetária amplamente aceita no mundo antigo. 
O crescente poderio do Império Persa levou Dario I à tentativa de expandir seu domínio sobre o Ocidente, dando origem as chamadas Guerras Médicas, um confronto entre Oriente e Ocidente que resultaria na derrota do Império Persa pelos gregos. 
A organização social medo-persas estava assentada na política típica do Oriente antigo, ou seja, a servidão coletiva. 
A elite do Império Medo- Persa formada pelos sátrapas, fiscais, comandantes militares, imperador e sacerdotes, controlava econômica e espiritualmente a população.

Fonte: NovaEscola.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

OS FENICIOS

Sociedade, Economia, Ciências e Cultura

Localizada entre o rio Orontes e montes Líbano e Carmelo, na região da Síria, norte da Palestina, a Fenícia desenvolveu poucas atividades agrícolas ou pastoris. 
A grande vocação dos fenícios estava voltada para a navegação marítima e comercial, tornando-os os maiores navegadores e mercadores da Antiguidade Oriental. 
A Fenícia era formada por um conjunto de cidades independentes – cidades-Estado – cada uma com governo próprio, comandadas por um rei, cujo poder era hereditário, porém este não possuía autoridade absoluta. 
Havia um conselho de anciãos, sacerdotes e comerciantes que contribuíam na tomada de decisões. 
A organização social fenícia era formada por empresários, funcionários do governo, sacerdotes, pequenos proprietários, trabalhadores livres, escravos domésticos e marinheiros pobres. 
A navegação fez da Fenícia um território cosmopolita que abrigava mercadores de diferentes origens e culturas. 
O alfabeto é a expressão do cosmopolitismo dos fenícios, uma vez que foi possível redigir de forma simples em quase todas as línguas conhecidas. Também a astronomia e a matemática desenvolveram-se aliados ao progresso da navegação.

Fonte: NovaEscola.

DEUS EM CRISTO VOS ABENÇOE.

OS HEBREUS

Sociedade, Economia, Ciências e Cultura

Os hebreus fixaram-se no sul da costa síriopalestina, em Canaã, depois de um longo período de migrações. 
Chefiados pelos chamados patriarcas, que acumulavam as funções de chefes familiares, sacerdotes, juizes e líderes políticos, os hebreus resistiram à perseguições e lutas, mesmo dispersos em várias partes do mundo, conseguiram manter viva sua mais importante expressão de cultura: o monoteísmo. 
Guiados por Abraão, os hebreus se deslocavam em direção a Canaã – a terra prometida – Viveram por quase três séculos na Palestina, saíram para o Egito e retornaram à Palestina em meados do séc. XIII a.C, episódio narrado pela Bíblia conhecido como Êxodo. 
A história política dos hebreus pode ser dividida em três fases: governo dos Patriarcas, governo dos juízes, cujo destaque é dado a Sansão, conhecido pela sua força, e governo dos reis, cujo principal representante foi o rei Davi. 
A vida sócio-econômica dos hebreus pode ser dividida em duas fases distintas: a fase nômade, cuja principal atividade econômica era a criação de ovelhas e cabras e todos os bens pertenciam à comunidade não havendo, portanto, luta de classes. E a fase sedentária que propiciou o desenvolvimento de uma economia comercial calcada no individualismo, na busca pela lucro e conquista da propriedade privada. Nessa fase, a organização social passa a ser delineada pela exploração entre as classes sociais.

Fonte: NovaEscola.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

sábado, 7 de maio de 2011

DIA DAS MÃES.

MAMÃE TE AMO

Pv 6:20 Diz: "Não deixes a instrução de tua mãe"
Sabe porque? Porque MÃE tem a sabedoria de orientar o filho com muito amor, sempre querendo o bem estar do seu filhão. 
- Que todas as mamães sejam abençoadas em o nome do Senhor Jesus Cristo de Nazaré nesta data maravilhosa que faz jus a todo o seu esforço em gerar e educar homens e mulheres para constituir uma sociedade fortalecida no temor do Senhor. Parabéns a Todas as MAMÃES em toda a face da terra.

FELIZ DIA DAS MAMÃES.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

DESLIGAMENTO MINISTÉRIAL

TÔ FALANDO SÉRIO

Há para todas as coisas um tempo determinado por Deus, e eu creio.

A Bíblia relata em Eclesiastes 3:1= "TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu."
A paz do Senhor! 
Amados leitores deste blog agradeço a vocês por suas visitas que muito nos alegra. 
- Venho através desta nota oficializar a minha saída do Ministério da Assembléia de Deus Independente de Samambaia 3ª Região Campo do Guará, onde fiquei com minha família longos seis anos mas felizmente chegou a hora de partir e buscar novos ares e horizontes para se continuar a fazer a maravilhosa obra do Senhor Jesus Cristo de Nazaré nosso Salvador. 
- Tiramos muito bom proveito e experiência deste ministério e fizemos alguns amigos e também foi nele que anos atrás após me afastar dos planos de Deus pude me reconciliar, sou grato por isso, mas, entendemos que a missão que o nosso bom Deus tinha com nós neste ministério acabou. 
- Desde  já agradeço a todos que fizeram parte de nossa história no decorrer desses anos direta ou indiretamente, que a vida de vocês sejam uma benção.
- Um grande abraço a todos os membros da igreja da QR 304 a qual estavamos agora por final. 
- Vamos orar e buscar uma Nova Igreja para Congregarmos porque o “IDE” do Senhor faz parte de nossa jornada neste presente século. 
- Orem por mim e minha família pois precisamos consolidar O MINISTÉRIO PASTORAL que o Senhor nos deu, e vocês sabem que com a ignorância cristã dos últimos dias não é fácil. 
Em breve notificarei neste Blog qual o ministério faremos parte.

Deus em Cristo Jesus vos abençoe. 
Lembre-se você é Especial o Senhor Jesus Cristo Te ama.

AMOR

AME

O amor a Deus é o primeiro e o maior dos mandamentos (Dt 6:5; Js 22:5; Mc 12:28-30). É a resposta do ser humano à iniciativa de Deus, que nos amou primeiro (Os 9:10; 11:1-4; Jr 2:2-4; 31:3; Is 63:9; Gl 2:20; 1ª Jo 4:19). O amor imenso de Deus se manifesta na cruz de Cristo (Jo 3:16s; 1ª Jo 3:1-16; 4:7-19; Rm 5:8; 8:32).
O amor a Deus implica obediência à vontade de Deus (Dt 5:8-10; 10:12-21; Mt 7:21-28; Jo 15:9-11; 1ª Jo 2,3; 5,3; Dt 5,8-10), o desapego ao mundo (Mt 6,24; Rm 8,7-11; Tg 4:4; 1ª Jo 2:15-17) e o amor a Jesus (Mt 10:37; Jo 14:21-23; 1ª Cor 16:24; Fl 1:21-23; At 5:41).
O amor ao próximo, junto com o amor a Deus, resume a Lei e os Profetas (Lv 19:16-18; 1ª Ts 4:9-12; Gl 5:13-15; Rm 13:8-10; Mt 22:35-40; 1ª Jo 2:7); é o “nó” da perfeição (Cl 3:14) e apaga os pecados (1ª Pd 4:7-11). 
O amor aos inimigos foi revelado progressivamente (Dt 15:1-3; Lv 19:33-34; Pr 25:21-22; Rm 12:20; Mt 5:43-48).
O amor ao próximo conhece degraus: 
a) amar o próximo como a si mesmo (Mt 22:26); 
b) amar o próximo como a Cristo (Mt 25:31-46); 
c) amar o próximo como Cristo o ama (Jo 15:9s; 1ª Jo 3:16-19; 1ª Pd 1:22-23 Jo 15:9s); 
d) amar o próximo à imagem do amor trinitário (Jo 17:21-23; 1ª Jo 4:7-16).
O amor fraterno é um sinal de contradição para o mundo (1ª Jo 3:11-15; Jo 15:18-21); é um sinal de que amamos a Deus (1ª Jo 2:3-11; 4:19-21; Tg 2:1-3,14-26). Ver “Próximo”.

Fonte: Dicionario Biblico.

DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

EXERCÍCIO DE TEOLOGIA 4.

EXERCÍCIO..

044) QUAL A DIFERENÇA ENTRE VOCAÇÃO E CHAMADO?
R: Vocação é o gosto de uma determinada área da vida de uma pessoa que nasce com ela, o qual ama exercer, por sua vontade. O chamado também tem haver com vocação só que desta vez á vontade e de Deus - Rm 11.29.

045) QUAL A DIFERENÇA ENTRE CHAMADO UNIVERSAL E ESPECÍFICO?
R: O chamado universal é para todos – Mc 16.15. O chamado especifico está relacionado com os cinco ministérios de efésios – Ef 4.11.

046) QUAL A DIFERENÇA ENTRES OS CARGOS DE PASTOR, EVANGELISTA E PREBITERO?
R: Pastor: zelar e cuidar do rebanho (crentes).
Evangelista: atrair multidões.
Presbítero: ensinar e ser exemplo, ou seja, é um pastor também.

047) ONDE SE INICIOU A ESCOLA DOMINICAL?
R: No sul da Inglaterra do séc XVIII e o ano de 1780, na cidade de Glocelter, pelo jornalista evangélico (episcopal) Roberto Raikes.

048) COMO SE ADMINISTRA UMA ESCOLA DOMINICAL?
R: Com responsabilidade, zelo e eficiência na obra de Deus, visando o crescimento da escola dominical em todo o sentido, constituído uma     boa diretoria com pessoas capacitadas para os cargos de: Superintendente, Vice-Superintendente, Secretário, tesoureiro e Professores sendo todos espirituais.

049) PORQUE A ESCOLA DOMINICAL, DEPOIS DA SANTA CEIA, DEVE SER A SEGUNDA REUNIÃO DE MAIOR FREQUÊNCIA E EMPENHO DA IGREJA?
R: Porque ela “escola dominical” através dos seus professores treina e aperfeiçoa o aluno para a boa e perfeita obra de Deus, dando um     bom     conhecimento aos freqüentadores gerando maturidade com responsabilidade.

050) O QUE VOCÊ ENTENDE POR PEDAGOGIA DOMIICAL?
R: E a arte de ensinar, ou seja, pessoas capacitadas ou instruídas e baseados dentro do conteúdo que nos transmite o que aprendem, sendo professores com dom de pedagógico.

051) QUAIS AS CLASSES MÍNIMAS QUE DEVEM EXISTIR NA ESCOLA DOMINICAL? 
R: Duas classes uma de crianças e a outra de adultos.

052) PORQUE SE PODE DIZER E AFIRMAR QUE NUMA IGREJA COM QUINHENTOS MEMBROS, ONDE APENAS 20% OU CEM PESSOAS ASSISTEM A ESCOLA, É QUE SÃO OS MEMBROS REAIS?
R: Porque através da ministração das aulas, freqüentadores assíduos aprendem sobre diversos assuntos e os quais deles a responsabilidade     para com a igreja e da igreja, tornando membros reais.

053) PORQUE NA FALTA DE REVISTA PARA A ESCOLA DOMINICAL PODE E DEVE FAZER ESTUDOS BÍBLICOS E TEOLÓGICOS?
R: Para não perder a essência do aprendizado que traz o crescimento espiritual; a igreja pode e deve fazer estudos bíblicos e teológicos.

OBS: NEM TODAS AS QUESTÕES ESTÃO CORRETAS É PRECISO CONFIRMA-LAS.


DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.