JESUS, O NOSSO CRISTO, TE AMA!!!

RÁDIO EVANGÉLICA!!
AMIGOS, COMPARTILHEM ESSE BLOG!
Facebook Twitter Google+ Pinterest Reddit LinkedIn Addthis Delicious Digg Evernote Myspace NetLog Netvibes Tumblr WhatsApp

BY BG

220
Fãs
528
Fãs

Artigos

Opiniões

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

ESTUDO DO LIVRO DE APOCALIPSE 2ª PARTE



Compreendido um pouco do passado, vamos agora tentar entender o futuro. O que será preciso acontecer para dar reinício à contagem das semanas? Exatamente o arrebatamento da Igreja. É isto que vai "dar corda ao relógio" de Deus. Vamos ver como isto será:

Ordem dos eventos escatológicos:
Como se percebe, com a morte de Cristo, cumpriu-se o último evento da semana de número 69 da profecia de Daniel. Inicia-se o Parêntese de Deus. E o que vai determinar o reinício da contagem da semana derradeira para o cumprimento total da profecia?
É justamente a retirada da Igreja pelo que conhecemos como arrebatamento. Como disse, a profecia de Daniel é para o povo judeu (Dn 9.24 "sobre o teu povo") e como estamos vivendo o período de "intervalo", nós, a Igreja, precisamos ser afastados para que Deus trate com Israel.
Vamos ver como será, então, os futuros eventos na história da humanidade, de que nos fala o livro de Apocalipse.

I . Arrebatamento da Igreja. O arrebatamento da Igreja é o rapto dos crentes que estiverem vivos, antecedido pela ressurreição e reunião com os crentes que já morreram (I Ts 4.16). É o marco decisivo na história da humanidade. É o que "dará corda" no relógio de Deus. Alguns estudiosos afirmam que o arrebatamento será no fim da Grande Tribulação, ou seja, a Igreja sofrerá os danos destes sete anos de tormento. No entanto as razões para não crermos que a Igreja passará por este período aqui na terra são muitas. Basicamente:
·A Grande Tribulação fala de juízo, da ira de Deus, de castigo e indignação, de angústia, destruição e obscuridade. Estas coisas são incompatíveis para com a noiva de Cristo. Sabemos que a Igreja já foi justificada, portanto não está debaixo de juízo ou da ira de Deus. Rm 3.24; 5.9; I Co 6.11.
·Se a Igreja vai passar pela Grande Tribulação, então pode-se datar com certa precisão a segunda vinda de Cristo. Basta identificar o início da Grande Tribulação e contar mais sete anos.
·Os sofrimentos causados por Antioco Epífanes são tidos como tipo da Grande Tribulação. Se pudermos afirmar isto, devemos concluir que se refere a Israel, nada tendo a ver com a Igreja.
·Qual a razão da Grande Tribulação?
·Purificação: Se a purificação pelo sofrimento se faz mister, então o Sangue de Jesus não é suficiente em si mesmo.
·Juízo: Se a Igreja precisa sofrer juízo, a morte de Cristo igualmente se faz ineficaz em si mesma.
·Alguém identificou as duas testemunhas de Ap 11 como sendo Israel e a Igreja. Se uma das duas testemunhas a que se refere o texto de é a Igreja, por que ela vai morrer? Como será a morte da Igreja?
·Se os sofrimentos da Grande Tribulação são imprescindíveis, não seria injusto os períodos de paz e tranqüilidade que muitas gerações, como a nossa por exemplo, viveram ou vivem em face a estes derradeiros cristãos da história da Igreja?
·De acordo com Daniel 9, os fatos que ocorrerão na Grande Tribulação têm a ver diretamente com Israel. Daniel não nos diz quando vão começar, apenas que vão durar sete anos. O que marcará o início da contagem destes sete anos? O arrebatamento da Igreja.
·A Grande Tribulação será marcada pela ação poderosa de Satanás na terra. Alguma coisa o impede para que não exerça este domínio agora. É o que nos diz II Ts 2.1-12. A pergunta não deve ser quem é este alguém, mas: quando este detetor será tirado? Imediatamente antes do início da Grande Tribulação. Vejamos: Se for o Espírito Santo a quem Paulo se refere, como poderá subsistir a Igreja sem a presença dele em nossos corações? O Espírito Santo então deixará de morar no coração de cada crente. Isto é possível? É Ele quem nos convence do que é certo ou errado; é Ele quem nos inspira orar e adorar verdadeiramente; é Ele quem nos leva a Cristo; se Ele for, a Igreja vai junto. No entanto, dentre as várias razões para crer que Paulo se refere a Igreja, é que a autoridade sobre o poder das trevas foi concedido a ela (Lc 10.18-19; Mt 16.18). Para que Satanás tenha liberdade nas suas ações, a Igreja precisa ser retirada.

"As nações do mundo serão julgadas. 
O Homem e seus reinos rejeitaram a Deus e receberão o castigo. I
srael será levado a uma hora de reflexão e, por fim, voltar-se a Cristo. 
A Tribulação não foi preparada para a Igreja, porque a ira de Deus sobre ela foi apagada na cruz do Calvário" (Kepler Nigh Manual de Estudos Proféticos, ed. Vida).


Arrebatamento versus Segunda Vinda de Cristo.
O arrebatamento é o rapto da Igreja para livrá-la dos juízo de Deus sobre a terra. A segunda vinda é a volta de Cristo para reinar na terra e será no final da Grande Tribulação. Todos concordam que a última semana de Daniel 9.24-27 é esta semana do Apocalipse. Concordam também que estas semanas são de tratamento exclusivo de Deus com o povo de Israel. Nada têm a ver com a Igreja.
A Igreja é a noiva de Cristo. Ela ocupa um lugar todo especial e somente a Noiva terá privilégios que ninguém mais terá. Podemos ver no livro de Apocalipse que haverá pessoas que serão salvas na Grande Tribulação, não pela fé em Cristo, mas por causa da fidelidade ante os sofrimentos. No entanto, não há uma só brecha de interpretação que estes salvos serão Noiva de Cristo.
Podemos ver que Moisés, Davi, Daniel, entre outros, nunca foram chamados de Noiva de Cristo. Isto porque não são. Noiva somos somente nós, que fomos privilegiados e predestinados por Deus para ocupar tal posição incomparável no reino dos céus. Lá, Moisés será Moisés; Davi será Davi; Daniel será Daniel; você e eu seremos a Noiva de Cristo.

Arrebatamento.
·A Palavra arrebatamento no original significa: arrancado de repente pela força.
·Jesus vem em secreto para buscar os crentes.
·Os crentes serão transformados! (Mt 25.13; Lc 17:20-37; Jo 14.3; I Co 15.51-52; Fl 3.20-21; I Ts 2.19; I Ts 4.13-18; II Ts 2.1; Tt 2.13; Tg 5.7-8; Hb 9.28; II Pe 3.10-12; I Jo 3.2;).

Segunda vinda de Cristo.
·Jesus vem para julgar.
·Salvar os que se arrependeram dentre o povo.
·Dar início ao Milênio.
·Reinar como o descendente prometido de Davi, como Rei de Israel. (Mt 24.30; 25.31-32; Lc 1.32; Fp 2.9-10; Cl 3.4; I Jo 3.2-3; Jd 14-15; Ap 19.19-21; Ap 20.4 ). 

II . A grande Tribulação. - Os eventos que ocorrerão na semana de número 70 de Daniel são descritos em Apocalipse. Será um período de 7 anos, divido em duas partes de 3 anos e meio cada. Na primeira metade, Satanás trará alguns males, representado pelos selos. Enganará os moradores da terra, trazendo relativa paz e tranqüilidade; resolverá os problemas políticos e econômicos, mas, ao tentar receber adoração dos judeus, dentro do templo reconstruído em Jerusalém, no lugar santíssimo, será rompida a aliança entre ele e Israel. Após isso, sobrevirá sobre a terra os juízos de Deus, chamados de trombetas e taças. Aparentemente, estes dois últimos acontecerão simultaneamente. Alguns destes juízos serão catástrofes naturais (terremotos, maremotos, pragas, poluições, quedas de asteróides, etc.), mas haverá também juízos sobrenaturais.

Os Selos
1.Primeiro Cavaleiro . branco . O anticristo se apresenta.
2.Segundo Cavaleiro . vermelho . Guerra generalizada.
3.Terceiro Cavaleiro . preto . Escassez de alimento.
4.Quarto Cavaleiro . amarelo . Mortalidade mundial.
5.Os santos são martirizados.
6.Cataclismos no céu e na terra .
7.A abertura das trombetas

As Trombetas
1.A terça parte da terra consumida pelo fogo.
2.A terça parte da do mar é destruído
3.A terça parte da água potável se torna imprópria.
4.O sol perde um terço da sua luminosidade.
5.Primeiro ai . Gafanhotos do abismo
6.Segundo ai . A terça parte dos homens são mortos.
7.Terceiro ai . A abertura da Taças.
As Taças
1.Tumores e pestes generalizadas.
2.Morte de toda a vida marinha.
3.Total perda das águas potáveis.
4.Irradiação solar se agrava profundamente, provocando a morte dos homens.
5.O Anticristo é imobilizado.
6.Batalha do Armagedom.
7.Babilônia é destruída.

A trindade Satânica
Termo:    Referência:    Significado:
1) Besta Dn 4.16,23; 7.3,7; Ap 11.7; Ap 13.1,4; 14.11; 17.8,11. Líder Político. Preparará o caminho para o anticristo.
2) Falso Profeta Ap 16.13; 19.20; 20.10. Líder Religioso. Seu propósito será imitar a obra do Espírito Santo (Mt 24.11) promovendo o culto ao anticristo.
3) Anticristo Dn 11.37; Ap 9.19; 13.5; Dn 7.8. O Falso Cristo. Os textos que lhe fazem referência    indicam que pode ser um homossexual e um blasfemador.


DEUS EM CRISTO JESUS VOS ABENÇOE.

Nenhum comentário: